Bom dia gente! Tá indo pra Buenos Aires!? Vamos resolver já como você vai sair e chegar ao Aeroporto?

Primeiro, já informo que são duas opções de Aeroporto em Buenos, o Ezeiza (maior e mais longe) e o Aeroparque (menor e mais perto). Veja para onde é o seu voo e, caso possa escolher aconselho o Aeroparque que é dentro de Buenos Aires.

Ezeiza

O Ezeiza na verdade chama Aeroporto Internacional Ministro Pistarini e Ezeiza é o nome da cidade onde está o aeroporto, que fica a 35 km do centro de Buenos Aires.

Táxi: Se você estiver chegando ou voltando pelo Ezeiza você pode pegar um táxi. A viagem durará pouco menos de 1 hora, mas claro que também depende do trânsito né. Preço: cerca de 300 pesos. Normalmente, se você agenda ida e volta com uma das empresas do aeroporto eles te dão um bom desconto! Vale a pena pra quem vai e volta pelo mesmo aeroporto e não gosta de ficar esperando. Indicamos a Táxi Ezeiza, você vai encontrar o guichê deles assim que sair do desembarque, um pouco mais caros do que os táxis que estarão na porta, mas confiáveis! Não peguem os taxistas que se oferecerão dentro do aeroporto assim que você sair, diz a lenda que não são confiáveis, ok? Podem possuir taxímetro adulterado e cobrar por malas extras.

promoted_content_stand

Motorista Particular de Confiança: Se quiserem agendar com motorista para pegar vocês, para fazer passeios pela cidade e etc, temos duas opções pra indicar:

Nestor Angel Fernandez: Ele entende bem o português e vai lhe ajudar no que você precisar na sua viagem. Não usei os serviços dele porque quando fui não sabia desta dica :( , mas li bastante referências. Ele tem até Whatsapp gente, super moderno! Aqui fica o Facebook dele.

Leva Eu: O Jorge da Leva Eu, está dominando o mercado com muita competência. Um argentino que já morou no Brasil, que abriu a Leva Eu em 2011 e que pelo visto gosta muito do que faz! Gosto de gente que investe em divulgação e cuida disso. Ele tem uma fanpage no facebook (aqui) e um site muito fofo (aqui) com versão em português - tudo pra facilitar a sua vida e a sua viagem!

Ônibus Executivo: Descobri um ônibus executivo que chama Manuel Tienda León. Esse bumba sai a cada 30 minutos do aeroporto para o centro da cidade. Preço: 110 pesos (preços de maio de 2014) e, se você estiver no centro, você pode pagar um pouco mais para que eles levem até o endereço desejado. A viagem vai durar o mesmo tempo do táxi, menos de uma hora dependendo do trânsito. Pode ser uma boa opção custo benefício se você estiver sozinho!

BaseStreamer.ashx

Ônibus Comum - Linha 8: Gente, não indico esta opção a não ser que você esteja com grana bemmm curta pra viagem. A viagem dura mais de 1 hora e meia num banquinho de ônibus daqueles bem durinhos. Mas como as vezes toda economia é válida eu to aqui pra contar pra vocês que esse ônibus vai custar tipo uns 5 pesos. O ônibus pára em diversas regiões da cidade.

Aeroparque

O Aeroparque é o aeroporto “nacional” de Buenos Aires, tipo o Santos Dumont, no Rio de Janeiro e o Aeroporto de Congonhas em São Paulo. Ultimamente, além dos voos nacionais o Aeroparque tem recebido também voos da América do Sul, o que pra gente é ótimo, porque ele fica dentro da cidade, há uns 15 minutos do centro!

Assim como o Ezeiza, o Aeroparque também possui Duty Free - menor, mas possui. Cheguei e parti por este aeroporto na minha última ida à Buenos Aires e não me arrependo de ter escolhido esta opção. Achei o aeroporto ótimo e bem prático. Fora o wi-fi free - ótimo bônus!

Táxi: De novo, recuse qualquer oferta que receber dentro do aeroporto. Disso eu já sabia quando fui. Aí então… peguei o táxi do lado de fora do aeroporto, do outro lado da rua do Aeroparque, esperei numa fila pequena e consegui meu táxi. Taxímetro ligado e vamos lá… e acho que caí na fraude! :( Acho que o taxímetro do meu táxi estava adulterado, deu super caro, tipo como se eu estivesse saindo do Ezeiza! A certeza veio na volta que deu menos da metade do preço. Por isso, se for pegar esses táxis pergunte antes quanto vai custar, se você estiver indo ao centro, tipo perto da Galerias Pacífico a corrida deve ficar uns 120 pesos. Se não quiser encarar o táxi do lado de fora, aconselho ir direto ao guichê do Táxi Ezeiza que possui preço tabelado. Não estranhe o nome, a empresa tem guichê nos dois aeroportos mesmo!

#ficaadica: caso opte por pegar um táxi sem preço fixo fique sabendo que na volta o meu taxista perguntou se poderia ir pela autopista. Ele pergunta porque tem um pedágio, mas é super barato e é mais rápido. Pode aceitar.

Motorista Particular de Confiança: Vou repetir o texto do Ezeiza… Vai que você não leu em cima e veio direto pra cá né… A dica de lá vale aqui!

Se quiserem agendar com motorista para pegar vocês, para fazer passeios pela cidade e etc, temos uma opção pra indicar:

Leva Eu: O Jorge da Leva Eu, está dominando o mercado com muita competência. Um argentino que já morou no Brasil, que abriu a Leva Eu em 2011 e que pelo visto gosta muito do que faz! Gosto de gente que investe em divulgação e cuida disso. Ele tem uma fanpage no facebook (aqui) e um site muito fofo (aqui) com versão em português - tudo pra facilitar a sua vida e a sua viagem!

Ônibus Executivo: No Aeroparque também tem o executivo Manuel Tienda Leónmas enão acho que seja uma boa opção, porque você deverá trocar de terminal em Puerto Madero e lá pegar um outro ônibus… A não ser que você esteja em Puerto Madero vá de táxi ou motorista contratado.

Ônibus Comum : Gente, denovo, não indico esta opção a não ser que você esteja com grana bemmm curta pra viagem. Verifique no seu hotel, qual é a linha de ônibus que desce lá. O ônibus é comum - como deveria ser claro… e não tem facilidades para quem está com bagagem. Preço: uns 2 pesos. Bemmm barato!

Buenos Aires: Primeiro dia

Pousamos às 15h30min, no Aeroparque, com atraso de 30 minutos. O Aeroparque, aeroporto regional de Buenos Aires, recebe vôos da América do Sul e está localizado no Bairro de Palermo, distante 6km do centro da cidade. Vantagem: economia de tempo e de dinheiro no trajeto até o hotel. Gastamos 120 pesos e a corrida durou cerca de 20 minutos até o nosso hotel - o Galerias Boutique Hotel, localizado na Rua Tucuman, 651, a meia quadra da Rua Florida.
Fizemos o check-in e levamos nossas malas para o quarto. Na recepção do hotel trocamos R$ 100,00 (câmbio ruim, 4 X 1). Mas não tínhamos outra opção. Próximo destino: Feira de San Telmo. Com 400 pesos no bolso, embarcamos num táxi nas proximidades e descemos na Rua Defensa. Caminhamos umas duas quadras até a Praça Dorrego, onde acontece a feira. Criado em 1970, esse comércio funciona todos os domingos, das 10 às 18h, quando são vendidos objetos antigos em barraquinhas montadas na praça. Pegamos praticamente o fim da feira e não conseguimos comprar nada. No entorno da praça há também barracas com grande oferta de bijuterias, souveniers, artesanato, pinturas…Há nas redondezas muitos antiquários, lojas de artigos de couro e pele e restaurantes bacanas. Passeando pelo bairro, encontramos o Mercado de San Telmo, na Rua Defensa, 963, onde se vende de carnes, frutas, flores até roupas. Sentamos numa das poucas mesas do quiosque Coffee Town. Saboreamos chá gelado com gengibre e as legítimas empanadas argentinas. A empanada de “pollo” é a melhor. Passeamos pelo bairro e chegamos ao La Puerta Roja, na Rua Chacabuco, 733, um emblemático bar com uma misteriosa porta vermelha. É um local bastante freqüentado pelos locais. É meio pub. Tem mesa de sinuca e jogo de dardos. Tem fama de servir petiscos muito bons e cervejas a preço justo. Não aceitam cartão de crédito e, como não tínhamos muitas notas, saímos rapidinho.
Na volta ao hotel, passamos pelas Galerias Pacífico para um sorvete. Aproveitamos para comprar alguns “regalos” (alfajor, alfajor e alfajor).